Período (d.C.)TemaEvento
1603 a 1609França / América do NorteSamuel de Champlain funda a cidade de Quebec, onde se estabelecem as primeiras famílias que deram origem à influência francesa naquela região do Canadá.
1603 a 1625InglaterraReinado de Jaime I inaugura a dinastia Stuart no país.
Filho de Maria Stuart, já era rei da Escócia desde 1567 com o título de Jaime VI. Assumiu o trono inglês por ser primo da rainha Elizabeth I que havia morrido sem deixar descendentes. Seu governo foi marcado pela intolerância religiosa. Defensor intransigente do Anglicanismo, perseguiu os chamados "puritanos", calvinistas que desejavam eliminar da Igreja Anglicana todos os rituais e traços do Catolicismo.
1603 a 1867JapãoPeríodo Edo ou Tokugawa: sua fase final marca o início do Japão Moderno.
1605LiteraturaPublicada a primeira parte da novela "Don Quixote de la Mancha" do espanhol Miguel de Cervantes Saavedra (1547-1616), uma das obras-primas da literatura universal. A segunda parte só apareceria em 1615.
março, 1606Grandes Navegações / Holanda / OceaniaNavegador Willem Janszoon, no comando do navio "Duyfken", alcança o Golfo de Carpentária e o Cabo York no norte da Austrália. Foi o primeiro europeu que, comprovadamente, tocou em solo australiano.
Existe uma teoria, até hoje não comprovada, de que o navegador português Cristóvão de Mendonça teria chegado à Austrália em torno de 1521 e 1522.
junho, 1606Grandes Navegações / Espanha / OceaniaNavegador espanhol Luis Vaez de Torres atravessa o estreito que separa a Austrália da Nova Guiné, o qual recebe o seu nome: Estreito de Torres.
maio, 1607Inglaterra / América do NorteIngleses fundam o Forte de Jamestown. Esse núcleo de povoamento marca o início da colonização inglesa na América. Ficava na região do atual estado norte-americano de Virginia e seu nome foi uma homenagem ao rei Jaime I.
1609Ciência e TecnologiaGalileu Galilei, físico, matemático e astrônomo italiano, inventa o telescópio.
1609Ciência e TecnologiaJohann Kepler, astrônomo e matemático alemão, demonstra que os planetas se movem em órbitas elípticas, e não circulares como se acreditava.
14 de maio, 1610FrançaRei Henrique IV é morto por um fanático religioso, François Ravaillac, quando sua carruagem percorria as ruas do centro de Paris.
1610 a 1643FrançaReinado de Luís XIII, filho de Henrique IV e Maria de Médici. Com o assassinato de seu pai, Luís XIII teve que assumir o trono com a idade de 9 anos, ficando sua mãe como regente durante a sua menoridade (1610 a 1617). Foi casado com Ana da Áustria.
junho a agosto 1610Inglaterra / América do NorteNavegador inglês Henry Hudson descobre o estreito e a baía que levam o seu nome na região da Península do Labrador, no atual Canadá.
1611 a 1632SuéciaReinado de Gustavo Adolfo transforma o país numa grande potência da época.
1614América do NorteHolandeses fundam Nova Amsterdã. Em 1664 a cidade é tomada pelos ingleses e rebatizada de Nova York.
1614JapãoCristianismo proibido no país.
outubro, 1616Grandes Navegações / Holanda / OceaniaNavegador holandês Dirk Hartog, no comando do navio "Eendracht", chega a uma ilha da costa ocidental da Austrália. Foi o primeiro europeu de que se tenha notícia que atingiu esta região australiana.
Essa viagem é comprovada por uma placa de metal encontrada nessa ilha, que hoje se chama Ilha de Dirk Hartog.
1616Boêma (atual República Tcheca)Defenestração de Praga: membros da nobreza protestante jogam pela janela do palácio real em Praga dois conselheiros católicos do Sacro Império Romano-Germânico. Esse ato foi o estopim da Guerra dos Trinta Anos.
1618 a 1648Guerra dos Trinta AnosEsta guerra foi um conflito de origem religiosa e fortes componentes políticos, desenrolado na Europa central e envolvendo a maior parte dos países europeus. De uma maneira geral, os beligerantes eram os príncipes protestantes de estados alemães, apoiados pela Dinamarca e Suécia, e depois pela França, contra o ultra-católico Sacro Império. Após anos de lutas, alternando sucessos e reveses, a França e seus aliados obtiveram a vitória final. O Tratado de Westfalia de 1648 estabeleceu o fim da guerra, uma das mais devastadoras para a população civil de toda a História.
Causas da Guerra dos Trinta Anos: Embora o confronto tenha se originado nas disputas religiosas entre católicos e protestantes, aspectos políticos, como a feroz rivalidade entre os Bourbon da França e os Habsburgo do Sacro Império Romano-Germânico, muito contribuiram para o conflito. O inicio das hostilidades se deu quando a Boêmia (atual República Tcheca) se declarou independente do Sacro Império e os Habsburgo reagiram duramente para abafar o movimento.
Consequências da Guerra dos Trinta Anos: Estima-se que metade da população da Alemanha e Boêmia tenha sido morta nesse conflito em consequência dos ataques, pilhagens, fome e doenças. Os exércitos envolvidos agiram com tal brutalidade que regiões inteiras ficaram totalmente arruinadas e despovoadas. Alguns historiadores afirmam que por causa desta guerra a civilização na Europa central tenha sido retardada em cerca de cem anos!
1619América do NorteChegam os primeiros escravos negros.
1620FilosofiaPublicado o livro "Novum Organum", principal obra do filósofo inglês Francis Bacon (1561-1626)
novembro, 1620América do NorteUm grupo de puritanos ingleses chega à América no navio "Mayflower" e funda a colônia de Plymouth, no atual estado norte-americano de Massachusetts.
Os puritanos se constituíam em uma variante do Protestantismo que adotava a doutrina calvinista, rejeitando tanto a Igreja Católica como a Igreja Anglicana.
1622 a 1673LiteraturaVida de Molière, teatrólogo francês, autor das peças "Tartufo ou O Impostor"(1664) "O Misantropo"(1666) e "O Avarento" (1668), entre várias outras.
1624 a 1642FrançaCardeal Richelieu, primeiro-ministro de Luís XIII, consolida o poder absoluto do rei e estabelece as condições básicas para a França ocupar um lugar de destaque no continente. Ao falecer, foi substituído pelo Cardeal Mazarino (1602-1661).
1625 a 1629Guerra dos Trinta AnosPeríodo em que a Dinamarca protestante participa intensamente da guerra liderada pelo seu rei Cristiano IV.
1625 a 1649InglaterraReinado de Carlos I, filho de Jaime I. Seu governo foi marcado por uma violenta guerra civil que abalou seriamente o país: a chamada Revolução Puritana. Acabou acusado de traição e decapitado no Palácio de Whitehall em 30 de janeiro de 1649.
1628Ciência e TecnologiaMédico inglês William Harvey publica sua teoria sobre o sistema de circulação sanguínea.
4 de junho, 1629Grandes Navegações / HolandaNaufrágio e massacre dos passageiros do "Batavia": navio pertencente à Companhia Holandesa das Índias Orientais, fazendo a rota Amsterdam - Batavia (atual Jakarta, na Indonésia) com 341 pessoas a bordo, em sua viagem inaugural, colide com um banco de areia na costa ocidental da Austrália e afunda quatro dias depois. Era o início de um dos mais terríveis dramas vividos por passageiros em viagens marítimas.
Massacre dos passageiros do "Batavia": em um primeiro momento, a maior parte dos passageiros conseguiu se salvar abrigando nas diversas ilhotas próximas (local hoje denominado Abrolhos Houtman) Como não encontraram água potável e, sendo escassos os alimentos (apenas alguns pássaros marinhos), o capitão e outros passageiros (cerca de quarenta pessoas) embarcaram num escaler do navio em busca de socorro. Rumaram para o norte em direção a Jakarta, onde chegaram após trinta e três dias de viagem. Enquanto isso, os passageiros que ficaram nas ilhotas passaram a ser exterminados por um grupo de tripulantes comandados pelo fanático Jeronimus Cornelisz. Quando o navio de resgate chegou ao local do naufrágio do "Batavia" (cerca de três meses após o acidente), verificou-se que mais de cento e vinte pessoas haviam sido assassinadas! Os responsáveis pela matança foram presos e enforcados em uma das ilhotas. 
1630Guerra dos Trinta AnosGustavo Adolfo, rei luterano da Suécia (1611 a 1632), entra na guerra preocupado com a derrota dos dinamarqueses e passa a ser o grande líder militar dos protestantes.
1632Guerra dos Trinta AnosSuecos vencem uma árdua batalha em Lützen, mas sofrem forte golpe com a morte de seu rei Gustavo Adolfo nesta batalha.
1632Ciência e TecnologiaGalileu Galilei publica "Diálogo sobre os Dois Principais Sistemas do Mundo", onde defende a teoria heliocêntrica de Copérnico.
1632 a 1654ÍndiaConstrução do Taj Mahal, um mausoléu de mármore branco, construído na cidade de Agra pelo imperador Shah Jahan da dinastia Mogol em memória de sua esposa Mumtaz Mahal que havia morrido de parto. Belíssimo exemplo da arte muçulmana, o Taj Mahal é o monumento mais conhecido da Índia. Recentemente (2007) foi escolhido como uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo.
abril a junho, 1633ItáliaGalileu Galilei julgado e condenado pelo Santo Ofício da Inquisição por defender o heliocentrismo. Para escapar à morte, Galileu abjura a teoria de Copérnico e é sentenciado à prisão perpétua, cumprida em prisão domiciliar.
1635 a 1648Guerra dos Trinta AnosPeríodo em que a França decide intervir diretamente na guerra. Apesar de católica, a França receava o aumento do poder dos Habsburgo, caso saíssem vencedores no confronto.
1636 a 1637HolandaMania das Tulipas: primeira onda especulativa que se tem notícia na História. Teve por objeto a tulipa, flor originária do Oriente e que exercia grande fascínio entre a população. A febre começou quando se espalhou que era possível a obtenção de lucros fantásticos, em pouco tempo, através da compra e venda de bulbos daquela flor. Essa especulação veio a acarretar uma grave crise no mercado financeiro holandês da época.
No auge da euforia, os preços atingiram preços astronômicos, às vezes, equivalentes ao de um imóvel ou de toneladas de trigo! Muitas transações foram efetivadas, não com a entrega física do produto, mas sim através de "contratos futuros". Mas essa febre passou tão rapidamente quanto surgira. Quando os bulbos altamente inflacionados começaram a encalhar, as pessoas correram, ao mesmo tempo, ao mercado para tentar vender seus bulbos ou contratos, fazendo os preços despencarem. Milhares de pessoas foram à falência, pois muitas haviam contraído pesados empréstimos para poderem entrar no negócio.
1637FilosofiaRené Descartes, matemático e filósofo francês, publica "Discurso sobre o Método", onde apresenta um método de raciocínio lógico e rigoroso para se chegar ao conhecimento, que veio a ser denominado "método cartesiano". É dele a famosa frase "je pense, donc je suis" (penso, logo existo).
1637 a 1639JapãoPortugueses são expulsos do país.
dezembro, 1640PortugalD. João IV restaura a independência portuguesa depois de sessenta anos em que o país esteve ligado à Espanha, na chamada União Ibérica.
A Dinastia de Bragança inaugurada por D. João IV seria a última casa real portuguesa se mantendo no trono até 1908 quando D. Manuel II foi deposto para instauração da República.
1642 a 1649Inglaterra / Revolução Puritana (ou Inglesa)Guerra civil que colocou em confronto os monarquistas que defendiam o rei absolutista Carlos I e o Parlamento inglês liderado por Oliver Cromwell. Este conflito, além de aspectos políticos e econômicos, teve também um componente religioso, pois a monarquia defendia o Anglicanismo, igreja oficial do país, e o Parlamento era constituído, em sua grande maioria, por protestantes de orientação calvinista: puritanos e presbiterianos.
Os que apoiavam o rei eram conhecidos como Cavaleiros, pois muitos eram nobres e proprietários de terras. Seus oponentes eram chamados de Cabeças Redondas por cortarem o cabelo curto, desprezando a moda em voga de cabelos anelados.
novembro, 1642Grandes Navegações / Holanda / OceaniaNavegador holandês Abel Tasman chega a uma ilha ao sul da Austrália, à qual chama de Terra de van Diemen (nome do governador-geral da Companhia Holandesa das Índias Orientais na época), atualmente Tasmânia.
1643 a 1715FrançaReinado de Luís XIV, filho de Luís XIII. Cognominado de "Rei-Sol", pois adotara como símbolo a figura de um "sol resplandecente". Quando seu pai faleceu, Luís XIV tinha apenas cinco anos de idade, sendo, então, a regência do reino entregue a sua mãe, Ana da Áustria, mas era o Cardeal Mazarino quem, de fato, detinha o poder. Somente, em 1661, com a morte do cardeal, que Luís XIV assume sozinho o controle do estado, confiando a Colbert, um ardente defensor do Mercantilismo, as finanças gerais do país. Em seu reinado, a marinha foi modernizada e o exército francês se tornou o mais poderoso da Europa, o que permitiu a Luís XIV se envolver em várias guerras, principalmente contra os Habsburgo da Espanha, Holanda e Áustria. A última guerra do seu reinado foi a Guerra da Sucessão Espanhola. Foi casado com Maria Tereza da Áustria.
Com Luís XIV, o abolutismo francês atingiu seu ápice, refletido na famosa frase a ele atribuída "L'État c'est moi" (O Estado sou eu). Entre as grandes obras do seu governo destaca-se o luxuoso Palácio de Versailles, próximo a Paris, onde o rei e sua corte habitavam com toda pompa. Durante seu reinado, a França desfrutou de um período de grande glória, exercendo uma forte supremacia no cenário político e cultural europeu. 
Mercantilismo: sistema econômico predominante na Europa após o feudalismo. Preconizava que a prosperidade de uma nação era determinada pela quantidade de divisas em metais preciosos (ouro e prata) existente em seus cofres. Os países que não possuissem colônias das quais extrair esses metais deveriam implantar uma política externa altamente protecionista, de tal forma que as exportações sempre superassem as importações, ou seja, entrando mais metal precioso do que saindo. O Mercantilismo foi um dos principais fatores de expansão do Colonialismo. Mesmo colônias desprovidas de metais preciosos eram importantes, pois, certamente, algum tipo de matéria-prima elas produziam e, além disso, consumiam os bens manufaturados pelo seu colonizador.
1644 a 1912ChinaDinastia Qing: manchus invadem o norte do país, derrotam a dinastia Ming e dão início à última dinastia imperial.
1648Guerra dos Trinta AnosTratado de Westfália marca o fim da guerra e concede muita autonomia às diversas regiões políticas do Sacro Império Romano-Germânico, o qual se torna assim um mero aglomerado de estados, praticamente, independentes.
30 de janeiro, 1649Inglaterra / Revolução Puritana Decapitação do rei Carlos I no Palácio de Whitehall em Londres.
1649Inglaterra / Revolução PuritanaCom a morte de Carlos I, o Parlamento declara extinta a monarquia inglesa e implanta a república com o nome de "Commonwealth of England", concedendo a Oliver Cromwell amplos poderes.
1649 a 1659Inglaterra / Revolução PuritanaCommonwealth e Protetorado: período em que Cromwell exerceu o poder. Em 1653, Cromwell dissolve o Parlamento, passando a agir como um verdadeiro ditador, sob o título de "Lorde Protetor".
Alguns historiadores afirmam que Cromwell atuou de modo mais despótico que os reis Stuart cujo autoritarismo dera origem à revolução.
1660InglaterraRestauração da monarquia inglesa com a dinastia Stuart: Carlos II, filho de Carlos I assume o trono e reina até 1685.
1667LiteraturaPublicação do poema "Paraíso Perdido" do poeta inglês John Milton (1608-1674).
1670FilosofiaPublicação do livro "Pensamentos" do filósofo e matemático francês Blaise Pascal (1623-1662).
1674ÍndiaFundação de Pondicherry, cidade do sul da Índia que foi a capital da chamada Índia Francesa por quase 300 anos. Os cinco territórios que constituíam esse domínio francês foram devolvidos à Índia em 1954.
1677FilosofiaPublicação do livro "Ética" do filósofo holandês Baruch Spinoza (1632-1677). Spinoza era de uma família judia originária de Portugal.
1682França / América do NorteRené-Robert de La Salle toma posse da Louisiana em nome da França.
1682 a 1725RússiaReinado de Pedro, o Grande marca o auge do absolutismo russo.
1685 a 1750MúsicaVida de Johann Sebastian Bach, compositor e organista alemão, o mais renomado músico do período barroco. Existem mais de mil composições conhecidas do autor. Entre as mais famosas citam-se as Cantatas (mais de 200), Suítes Orquestrais, Suítes Inglesas, os Concertos de Brandenburg (6), O Cravo Bem Temperado, Variações Goldberg, Tocatas e Fugas e os Oratórios (Paixão segundo São João, Paixão segundo São Mateus).
outubro, 1685FrançaAssinatura do Édito de Fontainebleau por Luís XIV, revogando o Édito de Nantes. A partir de então os protestantes passam, novamente, a ser perseguidos na França, tendo suas igrejas e escolas fechadas. Calcula-se que o número de protestantes que tenha deixado o país seja muito alto (entre 200 a 500 mil) e tomado vários destinos como Inglaterra, Holanda, Dinamarca, Sacro Império (Alemanha), África do Sul e América do Norte.
Essa medida, instigada por uma amante extremamente católica de Luís XIV, Mme de Maintenon, trouxe muitos danos à economia francesa, pois a grande maioria dos protestantes obrigados a deixar o país era constituída por pessoas qualificadas e experientes em suas atividades como artesãos, comerciantes e homens de negócio.
1685 a 1688InglaterraReinado de Jaime II, irmão de Carlos II. Católico fervoroso parecia querer tornar esta religião oficial no país, contrariando assim o ato do Parlamento que exigia que todos os governantes fossem anglicanos.
1687Ciência e TecnologiaIsaac Newton, físico, matemático e astrônomo inglês, publica "Princípios Matemáticos da Filosofia Natural", onde expõe a lei da gravitação universal e as três leis do movimento dos corpos, que ficaram conhecidas como Leis de Newton.
1688 a 1689Inglaterra / Revolução GloriosaParlamento convida o príncipe Guilherme de Orange e sua mulher Maria, filha protestante de Jaime II, para assumirem, em conjunto, o trono da Inglaterra. Guilherme parte da Holanda com seu exército e toma Londres sem necessidade de desfechar um só tiro. Jaime II refugia-se na França. Guilherme de Orange recebe o título de Guilherme III e sua esposa, Maria II, reinando juntos de 1689 a 1694.
Essa revolução marca o fim do absolutismo inglês. Nunca mais, um monarca da Inglaterra ousaria desafiar o parlamento como fizeram os Stuart.
1690FilosofiaPublicado o livro "Ensaio sobre a Compreensão Humana", uma das principais obras do filósofo inglês John Locke (1632-1704).
1692Estados UnidosBruxas de Salem: episódio de fanatismo religioso ocorrido na cidade de Salem em Massachusetts, quando um pastor local passou a acusar diversas pessoas de praticarem bruxaria. Mais de 150 pessoas foram aprisionadas, das quais 19 condenadas à morte por enforcamento. Um homem, Giles Corey, por se recusar a se levantar perante o tribunal, foi torturado com grandes pedras colocadas sobre seu peito, morrendo após três dias de intenso sofrimento.
1700 a 1721EuropaGrande Guerra do Norte: conflito entre o Império Russo e a Suécia, provocado pela ambição do czar russo Pedro, o Grande de tomar territórios suecos no Báltico. Inicialmente, os suecos, sob o comando do rei Carlos XII, foram bem sucedidos, vencendo vários aliados da Rússia como a Saxônia, a Dinamarca e a Polônia. Mas ao tentarem invadir a Rússia em 1708, os suecos foram derrotados, principalmente devido ao inverno extremamente rigoroso. Em julho de 1709, o exército sueco é destroçado na Batalha de Poltava, na Ucrânia, marcando o início do declínio da Suécia como potência militar e o fortalecimento do império russo. Contudo, a guerra somente terminaria em 1721 com a assinatura do Tratado de Nystad.