AfélioPonto na órbita de um planeta ou outro corpo do Sistema Solar em que ele está mais longe do Sol (oposto a periélio)
Anã-BrancaSão estrelas compactas: pequenas e muito densas (exemplo: massa similar à do Sol mas com diâmetro comparável ao da Terra). Na verdade, são os restos de uma estrela que está se extinguindo.
Ano-LuzDistância que a luz percorre em um ano: 9,5 trilhões km
Ascensão RetaCoordenada na esfera celeste que corresponde à longitude na Terra (obs.: a coordenada equivalente à latitude é a declinação)
AsterismoPadrão de estrelas que podem fazer parte de uma única constelação ou de mais de uma. Ex.: Três Marias que fazem parte da Constelação de Orion
AsteroidePequeno corpo celeste com dimensão inferior a um planeta-anão
AuroraFenômeno ótico que ocorre no céu noturno em regiões polares causado pelo impacto de partículas do espaço (ex.: vento solar) com a atmosfera superior da Terra, estimulando o oxigênio e outros gases a brilhar e produzir um fulgor de luzes coloridas em diversos formatos. Quando ocorre no hemisfério norte é chamada de aurora boreal; no hemisfério sul é aurora austral.
AzimuteÂngulo de um objeto sobre o horizonte medido em graus a partir do norte via leste (sentido horário). Varia de 0 a 360 graus.
Big BangTeoria cosmológica que explica a origem do Universo (espaço, tempo, massa e energia) a partir de uma violenta explosão cósmica há 13,6 bilhões de anos.
Buraco NegroObjetos astronômicos extremamente densos e compactos cuja gravidade é tão forte que nem mesmo a luz consegue escapar de dentro dele.
Catálogo MessierLista de 110 objetos astronômicos compilada pelo astronômo francês Charles Messier no final do século XVIII
Cinturão de KuiperRegião repleta de asteroides além da órbita de Netuno
CometaCorpos celestes pequenos e irregulares contituídos por rochas, poeira e gelo, com órbitas altamente elipticas se estendendo do Sol até muito além de Plutão
ConjunçãoAlinhamento de dois corpos celestes como vistos da Terra
Constante de HubbleMedida da taxa em que o Universo está se expandindo
ConstelaçãoNa Astronomia moderna, as constelações se caracterizam por serem áreas da esfera celeste rigorosamente definidas pela União Astronômica Internacional (International Astronomical Union - IAU). Ao todo, são 88 constelações mapeadas pela IAU e que cobrem toda a abóbada celeste facilitando, assim, a localização dos objetos astronômicos.
Coroa SolarCamada mais externa do Sol
CosmologiaRamo da Astronomia que estuda a origem, estrutura e evolução do Universo
DeclinaçãoCoordenada na esfera celeste que corresponde à latitude na Terra e é medida em graus ao norte e ao sul do equador celeste (obs.: a coordenada equivalente à longitude é a ascensão reta)
EclipseEvento astronômico que acontece quando um corpo celeste passa na frente de outro ou quando ele se move à sombra de outro objeto. Os eclipses podem ser parciais ou totais
EclípticaLinha imaginária da trajetória aparente do Sol na esfera celeste durante o ano
EixoLinha imaginária que une os polos de um corpo celeste
Equador CelesteCírculo imaginário que divide a esfera celeste em duas metades iguais
EquinócioOcasião em que o Sol, em sua órbita aparente, cruza o equador celeste (ponto em que a eclíptica corta o equador celeste). Ocorre duas vezes ao ano: 20 ou 21 de março (equinócio da primavera no hemisfério norte e equinócio do outono no hemisfério sul) e 22 ou 23 de setembro (equinócio do outono no hemisfério norte e equinócio da primavera no hemisfério sul)
Esfera CelesteEsfera imaginária que circunda a Terra onde aparentemente estão os objetos celestes; céu visível; abóbada celeste; firmamento
EstrelaCorpos celestes que se caracterizam por ser uma grande massa de gás quente produzindo energia através da fusão nuclear (transformação de hidrogênio em hélio). Elas se distinguem dos planetas pelo fato de possuirem luz própria.
Estrela BináriaDuas estrelas que ficam em órbita de um centro de massa comum
Estrela DuplaDuas estrelas que parecem estar muito próximas uma da outra e que podem estar fisicamente associadas (estrela binária) ou não
Estrela de NêutronsEstrelas pequenas e intensamente brilhantes constituída de partículas subatômicas denominadas nêutrons. Acredita-se que estes objetos são criados quando uma estrela gigante se extingue numa supernova.
Estrela VariávelEstrela cuja luminosidade varia em uma escala de tempo menor que 100 anos
ExoplanetaO mesmo que planeta extrassolar
fotosferaSuperfície visível do Sol ou de outra estrela
GaláxiaAglomerados de bilhões de estrelas e outros objetos astronômicos unidos por forças gravitacionais e girando em torno de um centro de massa comum. Os principas tipos são: elípticas e espirais
Gigante VermelhaEstrela que se torna maior e mais brilhante à medida que se aproxima do fim de sua vida
Grupo LocalAglomerado de cerca de 36 galáxias , incluindo a Via Láctea, Andrômeda (M31), Triangulum (M33), Grande Nuvem de Magalhães e a Pequena Nuvem de Magalhães (NGC 292)
LuaSatélite natural de um planeta
MagnitudeBrilho dos objetos celestes. A magnitude pode ser aparente (brilho conforme visto da Terra; depende da luminosidade do objeto e da distância da Terra) ou absoluta (verdadeira luminosidade de uma estrela)
Mancha SolarTrecho na superfície solar mais escuro que os arredores
MeridianoLinha imaginária no céu que vai do norte ao sulatravés dos polos celestes e do zênite do observador
MeteoritoMeteoroides que caem na superfície da Terra ou de outro planeta
MeteoroMeteoroides que entram na atmosfera da Terra e produzem um rastro de luz (estrelas cadentes)
MeteoroideRochas no espaço que podem ser fragmentos de asteroides ou de cometas
NadirPonto do ceú diametralmente oposto ao zênite (ponto acima do observador)
NebulosaNuvens de gás e poeira cósmica que, muitas vezes, são regiões de formação estelar. Existem vários tipos: nebulosas de emissão, de reflexão, escuras, planetárias
New General Catalogue (NGC)Lista de 7840 objetos astronômicos compilada pelo astronômo dinamarquês John L. E. . Dreyer na década de 1880
Nuvem de OortRegião de cometas e asteroides localizada nos limites do Sistema Solar (1 ano-luz do Sol e cerca de 1 quarto da distância à estrela mais próxima: Próxima de Centauro). Seu nome se deve ao astrônomo holandês Jan Oort (1900-1992)
Objetos do Céu ProfundoQualquer corpo celeste que não seja uma estrela e esteja muito além do Sistema Solar. São tênues e necessitam de telescópios para serem identificados. Os principais DSO são: galáxias, nebulosas, quasares, estrelas de nêutrons, pulsares e buracos negros.
Objeto Rasante (Near Earth Object)Asteroide ou cometa cuja órbita o traz para perto da órbita da Terra
ÓrbitaTrajetória seguida por um corpo celeste
ParalaxeMudança aparente de posição de um corpo celeste quando visto de duas localizações diferentes
ParsecUnidade de distância astronômica equivalente a 3,26 anos-luz
PeriélioPonto na órbita de um planeta ou outro corpo do Sistema Solar em que ele está mais perto do Sol (oposto a afélio)
PGC (Catalogue of Principal Galaxies)Catálogo astronômico que contém informações sobre mais de 73 mil galáxias
PlanetaCorpos celestes que orbitam as estrelas. Os planetas não possuem luz própria, apenas refletem a luz da estrela a qual orbitam; esta é a principal característica que os distingue das estrelas
Planeta AnãoCorpo celeste muito semelhante a um planeta porém bem menor. Plutão agora é considerado um planeta-anão.
Planeta ExtrassolarPlanetas que orbitam outras estrelas que não o Sol. Também chamados de exo-planetas.
PrecessãoMudança no eixo de rotação de um objeto. A Terra oscila muito lentamente em torno de seu eixo levando cerca de 25.800 anos em um movimento semelhante ao giro de um pião.
PulsarEstrela de nêutrons muito pequena e densa que emite pulsos de ondas de rádio e outras radiações enquanto gira muito rápidamente em torno de seu eixo. A enegia emitida por um pulsar se espalha no espaço como um feixe de luz de um farol maritimo.
Quasar (Quasi-Stellar Radio Source - fonte de rádio quase-estelar)Objetos astronômicos muito distantes e intensamente energéticos e luminosos. São os maiores emissores de energia do Universo.
RotaçãoMovimento de um corpo celeste em torno de seu próprio eixo. A Terra realiza uma rotação em volta de seu eixo, no sentido oeste-leste (anti-horário), em um dia.
SatéliteCorpos celetestes que orbitam os planetas; também chamados de luas
SeeingEstabilidade da atmosfera que afeta a imagem vista através de um telescópio
Sequência PrincipalFase mais extensa e importante das estrelas caracterizada pela fusão nuclear do hidrogênio transformando-o em hélio
SETI (Search for Extra-Terrestrial Intelligence)Projeto de observação radioastronômica que objetiva detectar mensagens de civilizações inteligentes em outro lugar do espaço
Sistema SolarConjunto dos corpos celestes que sofrem influência da força gravitacional do Sol e giram ao seu redor. É constituído pelo Sol, a estrela central, e uma familia de oito planetas, seus satélites e inúmeros outros objetos menores como asteroides, cometas e meteoroides
SolstícioOcasião em que o Sol, em sua órbita aparente, chega ao ponto mais ao norte ou mais ao sul do equador celeste (maior declinação em relação à linha do equador). Ocorre duas vezes ao ano: 20 ou 21 de junho (solstício de inverno no hemisfério sul e solstício de verão no hemisfério norte) e 21 ou 22 de dezembro (solsticio de verão no hemisfério sul e solsticio de inverno no hemisfério norte)
SupernovaExplosão enorme que destroi uma estrela inteira e expulsa para o espaço até 90% de sua matéria. A estrela se torna, então, milhões de vezes mais brilhante por pouquissimo tempo (semanas ou meses) e o núcleo remanescente se transforma numa estrela de nêutrons ou mesmo num buraco negro.
Tempo UniversalEscala de tempo baseada no movimento diário aparente do Sol tal como visto do Meridiano de Greenwich. É conhecido como GMT (Greenwich Mean Time)
Tipo EspectralClassificação de uma estrela baseada na aparência do espectro (cor), o que está relacionado com a temperatura da superfície
Translação (ou Revolução)Movimento de um corpo celeste em sua órbita, normalmente ao redor de um outro que o atrai. No caso da Terra, é o movimento que ela faz em torno do Sol e que dura 365 dias e 6 horas (obs.: estas 6 horas adicionais fazem que ao final de 4 anos, haja necessidade de uma compensação de 1 dia: o ano bissexto)
Unidade Astronômica (UA)Unidade de medida astronômica correspondente a 149 milhões km, ou seja, a distância média da Terra ao Sol
UniversoÉ tudo que existe fisicamente: o espaço, o tempo e todas as formas de matéria e energia
Vento SolarFluxo de partículas atômicas (prótons e elétrons) provenientes do Sol e que atravessam o Sistema Solar
Via LácteaGaláxia de tipo espiral que contém o nosso Sistema Solar e a maior parte das estrelas visíveis no céu. Estima-se que contenha cerca de 200 bilhões de estrelas; seu diâmetro é de 100 mil anos-luz. A Via Láctea, por sua vez, faz parte de um aglomerado de galáxias chamado de Grupo Local
ZênitePonto no céu exatamente acima do observador
ZodíacoFaixa imaginária da esfera celeste de ambos os lados da ecliptica (8 graus ao norte até 8 graus ao sul) através da qual o Sol e seus planetas se movem